Muitas pessoas querem fazer dietas, especialmente agora, no final do ano. O projeto verão está com tudo… Mas será que isso realmente funciona? Quais os benefícios que as dietas podem trazer para sua vida a curto, médio e longo prazo?

Hoje você conhecerá as respostas para estas e outras perguntas. Pegue um copo d’água, sente-se confortavelmente na sua melhor cadeira, respire fundo e prepare-se! Nossa leitura não será longa, mas é bom se acostumar com hábitos mais saudáveis, mesmo nas menores tarefas do dia, como ler um texto na internet!

O que são dietas?

Estou de dieta” é uma expressão comumente utilizada para se referir a uma certa restrição alimentar com intuito de perder peso ou emagrecer o corpo, mas é a forma correta a se atribuir tal ação?

Vamos começar a entender um pouco mais sobre o que é uma dieta alimentar ou, como especialistas e profissionais preferem chamar, reeducação alimentar.

Embora o uso da expressão “dieta” não esteja errado para se referir à perda de peso através da alimentação, o sentido real da palavra se dá para os hábitos alimentares padronizados com a intenção do ensino correto de se alimentar baseado nas necessidades do corpo. 

A dieta alimentar melhora sua qualidade de vida com o consumo de alimentos da maneira correta. Com uma boa dieta alimentar, é possível cortar hábitos ruins, que podem acarretar em danos severos à sua saúde. Ela também visa balancear sua alimentação com outros fatores externos que podem interferir na sua vida e alimentação, incluindo fatores econômicos, sociais, culturais ou até mesmo geográficos.

O que é regime?

No caso do regime alimentar, muitas vezes feito pelo próprio indivíduo sem o auxílio de um profissional (não-recomendado), é uma restrição alimentar que estipula o “corte” de certos alimentos na intenção principalmente de um resultado rápido para a perda de massa corpórea. O ato abrupto, muitas vezes, causa mais problemas do que soluções. Um excelente exemplo é o “efeito sanfona” onde o indivíduo após um determinado tempo não só recupera mas como também ganha mais peso do que quando começou o regime. 

Quais tipos de dietas existem?

Quando se trata de dietas para controles de peso, o acompanhamento com um especialista na área nutricional é imprescindível, pois a falta de orientação pode acabar causando diversos efeitos negativos em sua saúde. 

Vale ressaltar que existem diversos tipos de dietas, cada um focando em diferentes grupos alimentares com suas próprias metas e ênfases, seja a perda de peso e emagrecimento, para ganho de massa muscular ou até para se manter mais saudável. 

Para perda de peso ou regime

Dietas para perda de peso costumam ser as mais comuns e buscadas, seja por motivos de sobrepeso ou mesmo por pura questão estética. A realização do processo costuma ser feita através da supressão de certos alimentos e bebidas ricos em calorias.

Entretanto, muitas vezes não há a necessidade de cortar completamente um certo grupo de alimentos da dieta, mas sim trazer um equilíbrio. Gorduras, óleos, grãos, carnes, vegetais, laticínios, açúcares - são todos alimentos que fornecem ao organismo as proteínas, vitaminas e minerais necessários para o corpo humano e o corte de um dos grupos pode acarretar em futuros problemas de saúde. 

O equilíbrio no consumo portanto que deve ser estabelecido de acordo com idade, sexo e condição de saúde do indivíduo. 

Aqui vão algumas dicas para uma dieta saudável de perda de peso:

1- Alimente-se a cada 3 horas

Jejuns mais longos fazem o corpo armazenar mais tecido gorduroso e queimar mais massa muscular. Não queremos que isso aconteça, não é?

2- Invista em frutas 

Alimentos leves que podem complementar a alimentação principal e ajudam a suprir o apetite entre refeições. Coma entre três a seis por dia.

3- Tome bastante água 

Beba sempre um copo pouco antes de cada refeição mas evite a bebida durante (pelo menos 1 hora depois). Tome de dois a três litros por dia. 

4- Evite frituras 

Em vez de alimentos fritos por conta de gordura, tente assados e cozidos

5- Aposte nas verdinhas

Coma salada antes da refeição pois ajuda a evitar abusar no prato principal.

Cuidado com o boca-a-boca! É importante ressaltar também que a prática comum da dieta que é promovida através do discurso popular e que é altamente polêmico, pode causar danos severos à saúde. Se você ouvir de uma vizinha que a mesma fez uso de uma dieta x para emagrecer, tenha extremo cuidado ao praticar você mesmo e consulte um nutricionista especializado antes para garantir que você não se prejudique no processo da reeducação alimentar.

Ganho de massa muscular

Para o ganho de massa muscular é estabelecida uma dieta e rotina bem diferentes de quem busca perder peso. Não só será necessário uma alimentação voltada para o aumento do ganho de calorias e gorduras saudáveis, mas também uma rotina de exercícios físicos que exijam o estímulo da hipertrofia para o organismo (treinos que exigem da massa muscular). 

Durante o processo da dieta, é importante evitar o consumo de açúcar, farinhas brancas e produtos industrializados pois estes são os principais estimuladores de gorduras no corpo para assim apenas acumular a massa magra e perder gordura ao mesmo tempo.

A respeito de suplementos, é importante pontuar que apenas após um acompanhamento com um profissional nutricionista é possível concluir se é ou não necessário o uso, pois os mesmos podem prejudicar a saúde se não utilizados corretamente.

Aqui também vão algumas dicas para a dieta ideal de ganho de massa:

Consumir mais do que gastar (de maneira prudente)

Buscar manter essa balança entre o ganho e a perda é essencial para o processo, pois o excesso de caloria consumida, irá permitir o ganho de massa muscular. Mas isso só é possível através de exercícios físicos que permitirá a troca ao invés de gerar gordura.

Evite pular refeições

Especialmente o café da manhã, antes e depois do treino, evite perder refeições pois é importante para atingir todas as calorias necessárias do dia, sem causar perdas de massa magra por conta do jejum prolongado. É importante ter em média de 5 ou 6 refeições por dia.

Consumir mais proteínas e gorduras boas

O aumento de consumo de proteínas é ótimo para o crescimento muscular, mas é importante que sua distribuição seja bem feita ao longo do dia e não apenas em 2 ou 3 refeições. 

Em sua maioria, as proteínas vêm de alimentos de origem animal como carne, peixe, frango, queijo, ovos e laticínios. Já no caso de gordura boa, diferentemente do que se pode imaginar, ela ajuda a reduzir o acúmulo de gordura no corpo e também facilita o ganho de calorias. Estão presentes em abacates, azeitonas, amendoins, castanhas, nozes e até mesmo em alguns peixes.
 
Beba muita água

O consumo frequente de água ajuda a estimular a hipertrofia fazendo assim com que as células musculares cresçam mais depressa. 

E quais os benefícios de se manter uma boa dieta?

Não só para ganhar ou perder peso, dietas alimentares são essenciais para evitar problemas de saúde e manter o controle de peso. Muitas vezes, o problema está nos hábitos ruins que adquirimos sob influência da sociedade e não por necessidade real do organismo. Manter uma boa educação alimentar é muito importante para a melhora da qualidade de vida. 

As atividades físicas também também andam de mãos dadas com a dieta saudável. A maneira mais comum e natural de se perder peso é praticando exercícios físicos que estimulam a queima de caloria. Entre as atividades mais comuns e eficazes, podemos apontar: correr, caminhar e andar de bicicleta.

Mas antes de tudo, é sempre bom enfatizar a importância de consultar um profissional da área para fazer os acompanhamentos necessários.